Comportamento

Conheça mitos e verdades sobre técnicas para dormir bem

Quem enfrenta dificuldades para dormir já deve ter experimentado algumas recomendações bastante peculiares. Dentre elas, algumas crendices populares como tomar leite quente, escaldar os pés e, talvez a mais clássica de todas, contar carneirinhos. Mas será que essas práticas são eficazes no tratamento de distúrbios do sono ou seu efeito é apenas psicológico?

Segundo a terapeuta Eliane Walther, sugestões como as citadas acima não passariam de mitos e muitas carregam crenças de uma determinada época em suas origens, assim como expressam a influência de culturas em nosso comportamento. Por exemplo, os indianos acreditam que um corpo de leite quente com uma colher de manteiga clarificada assegura um sono tranquilo.

Porém, de acordo com Eliane, a resposta do método não passa de um mito construído pela sensação relaxante, mas que não teria poder para nos fazer dormir tão bem quanto quando éramos bebês e o leite materno na temperatura certa era nossa refeição preferida. A psicóloga diz que o escalda-pés partiria do mesmo princípio. “Ele possui apenas efeitos psicológicos”.

Quem já caiu em sono profundo após ter seus pés mergulhados em uma bacia com água quente não entende. O que pode explicar a situação é que, como fatores emocionais interferem diretamente na capacidade de pegar no sono, se o mito acalmar emocionalmente a pessoa, passa a ser uma solução porque o indivíduo o concede esse poder. Outro peso que as crendices carregam é o seu porta-voz. Se você não consegue dormir e quem lhe passa a recomendação é sua mãe, avó ou alguém que só com a voz e o olhar consegue passar segurança, o fato de se tratar de um mito vira detalhe.

Entre tantas as causas da insônia, um forte motivo que impede as pessoas de dormirem é a atividade cerebral intensa. Devido à correria de trabalho, o envolvimento com filhos e outras demandas do dia a dia, é comum que, na hora de dormir, a cabeça resista a se aquietar. Nesse caso, recorre-se à contagem dos carneirinhos, que também seria um mito. “Essa é apenas uma forma de desviar os pensamentos. Em vez de a pessoa ficar pensando nos problemas profissionais ou financeiros, ela conta carneiros”, diz a especialista.

Segunda a psicóloga, entre as crendices populares, a única com valor real é a utilização de fitoterápicos. “O chá de camomila possui realmente o poder de acalmar e facilitar o relaxamento necessário para o sono”, afirma. Apesar de essas práticas não serem consideradas eficazes, caso seu sono esteja fragilizado, vale a pena investir em tudo que possa criar circunstâncias agradáveis ao relaxamento, como regulação de temperatura, iluminação, silêncio e conforto.

Se o seu sono continuar não vindo, é importante investigar as causas com um especialista. Além de assegurar um número suficiente de horas para recarregar as energias, os distúrbios do sono também podem ser sintomas de doenças mais graves

ABUSO SEXUAL INFANTIL
AMEAÇA CONSTANTE

Só em 2009, DCAV registrou 40 casos de abusos sexuais (estrupo e atentado violento ao pudor) contra crianças e adolescentes. Pais devem ficar atentos, e especialistas dão algumas dicas.

PERFIL DO ABUSADOR:

O abusador não tem cara de mal, não é o bicho papão.
Geralmente tem algum vínculo com a criança ou a família dela.
Raramente é alguem que nunca viu a criança.
São pessoas que não despertam a desconfiança dos pais.
COMO PERCEBER QUE SEU FILHO ESTÁ SOFRENDO ABUSO SEXUAL:
Alterações bruscas de comportamento ou de humor.
Se é uma criança expansiva, fica retraída, calada.
Se já é quieta, tende ainda mais ao isolamento.
Observar se a criança começa a evitar alguem da família ou algum conhecido ( se a criança se isola ou se tranca no quarto com a chegada de alguem conhecido).
SINTOMAS FÍSICOS:
Uma criança, por exemplo que não fazia mais xixi na cama, voltar a fazer.
Uma criança que já tenha largado a chupeta, voltara pedir.
DICAS DE COMO OS PAIS DEVEM PROCEDER CASO HAJA DESCONFIANÇA:
Os pais devem sempre estar atentos. Ao desconfiar, não devem brigar com a criança, porque assim dificilmente ela contará o que está acontecendo. Criança não tem moral formada, e um ser em formação. Então não se devem brigar quando flagrar a criança acariciando as partes genitais. A sensação do toque é boa, a criança não sabe que isso é uma atitude moralmente reprovável. A abordagem tem que ser sutil para não assustar a criança. Se ela achar que vai sofrer alguma punição, ela não vai contar.
Procurar ajuda piscicológica.
ONDE PEDIR AJUDA:
* DCAV (delegacia da criança e do adolescente vítima)- endereço: Rua Benedito Hipólito, 163, Cidade Nova. Ao lado do sambódromo. Tel: (21) 2504-1200/ 1208/1224.
* Disque denúncia. Tel: (21) 2253-1177
*Disque 100. Disque denúncia nacional de Combate ao abuso e à exploração sexual contra Criança e Adolescente.

 

Cirurgias íntimas dão um “up” à sexualidade feminina

Procedimentos podem melhorar a qualidade de vida, a sexualidade e a autoimagem das mulheres

Quando se fala em cirurgia estética feminina, logo pensamos em lifting, lipoaspiração, aumento de seios com implante silicone. No entanto, existe outro tipo de operação que tem melhorado a qualidade de vida, a sexualidade e a autoimagem de muitas mulheres: a cirurgia íntima. Realizada na região genital, serve para corrigir esteticamente problemas decorrentes de lacerações durante o parto normal na região do períneo (área entre a vagina e o ânus) e flacidez ou hipertrofia dos lábios, entre outros.

“Em pesquisa realizada na Universidade de São Paulo (USP) e no meu consultório particular, constatei que 75% das cirurgias são realizadas na região dos pequenos lábios. Entre as principais causas citadas pelas pacientes que buscam a cirurgia, merece destaque a hipertrofia (aumento) associada à flacidez dos pequenos lábios e as assimetrias (diferença entre um lábio e outro)”, comenta o cirurgião Alexandre Mendonça Munhoz, coordenador do grupo de cirurgia plástica na ginecologia e cirurgia mamária do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. “Há ainda, porém em menor freqüência, a insuficiência de volume dos lábios pequenos e a flacidez na região pubiana”, completa.

Existem vários motivos que levam a paciente a procurar a cirurgia íntima. Entre os principais, e que respondem por aproximadamente 80% dos casos, podemos citar as razões estéticas, como a insuficiência de volume devido à atrofia local e a flacidez cutânea por causa do envelhecimento ou perda de peso intensa. “Outras razões são relacionadas à queixa funcional, como dificuldade de praticar exercícios, ao uso de roupas mais justas em que o excesso de volume na região promove certo incômodo e à dificuldade de relação sexual com o parceiro”, atesta Alexandre Mendonça Munhoz.

A sexualidade, aliás, fica muito comprometida com esses problemas, pois podem ocorrer dificuldades de penetração para o homem por causa do excesso de volume, e dor para a mulher – muitas, preocupadas com a disfunção, não conseguem relaxar. Alterações estéticas locais podem levar a inibição e alterações psicológicas e, assim, afetar a relação, com diminuição da libido ou mesmo do prazer. “A parte emocional é extremamente afetada, porque esta região é muito importante para a segurança, a confiança e a autoestima da mulher”, comenta o cirurgião plástico Wagner Montenegro, de São Paulo.

De acordo com a ginecologista Flávia Fairbanks, de São Paulo, as cirurgias íntimas têm rápida recuperação, podem ser feitas com anestesia do tipo bloqueio e sedação e, normalmente, a paciente recebe alta no mesmo dia. “A vida sexual é retomada em 30 dias”, ressalta. “Em geral, o pós-operatório é tranquilo e sem dor”, informa a cirurgiã plástica Luciana Pepino de São Paulo. Durante o período de recuperação podem surgir edema (inchaço), equimoses e hematomas na região, que tendem a diminuir gradativamente durante os primeiros 15 dias. Pode ocorrer também redução na sensibilidade do local durante o mesmo período. “A sensibilidade do clitóris fica intacta, portanto o prazer sexual não será prejudicado”, destaca Montenegro. Assim que o período de recuperação termina, a sensação de bem-estar surge. “Sentir-se mais à vontade com seu corpo deixa a paciente mais à vontade no relacionamento com outras pessoas, seja ele íntimo ou não”, destaca Luciana Pepino.

Os principais procedimentos

Ninfoplastia (ou labioplastia): cirurgia realizada nos pequenos lábios da vulva, onde parte da pele excedente é retirada. “A redução dos pequenos lábios é relativamente simples, com uma recuperação favorável, pois a área é uma mucosa, levando mais ou menos um mês para retomar a vida sexual”, comenta a cirurgiã plástica Débora Cristiam Galvão, do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. É possível fazer o mesmo com os grandes lábios.

Lipoaspiração de púbis (ou do monte de Vênus): o excesso de gordura dos lábios é retirado por meio da lipoaspiração, reduzindo o volume da região do púbis.

Perineoplastia: realizada por ginecologistas, visa sanar um problema que acontece em pacientes multíparas (vários partos) que tiveram seus filhos por parto normal. Elas podem ter um relaxamento da musculatura do canal vaginal com alargamento deste. A perineoplastia, então, reduz o diâmetro do canal vaginal.

Himenoplastia: conhecida como a técnica que “recupera a virgindade”, tem como intuito reconstituir a membrana que recobre a entrada do canal vaginal, ou seja, o famoso hímen. Nem todos os profissionais aceitam realizá-la. “Na verdade, há a simulação de um novo hímen. Os parceiros vão sentir, no contato sexual, uma nova barreira a ser transposta, como na primeira relação”, explica a ginecologista Flávia Fairbanks.

Bioplastia: é indicada para corrigir o “murchamento” vaginal e, em geral, feita em mulheres mais maduras. “A correção é realizada enxertando-se biomateriais ou gordura da própria paciente, restaurando o volume dos lábios e recuperando a anatomia da região”, conta o cirurgião plástico Alexandre Barbosa, de São Paulo.

Transplante de pelo: parece um absurdo para quem sofre com a depilação, mas há mulheres com poucos pelos ou falhas – principalmente após os 60 anos – que recorrem à técnica para “embelezar” a região. Para isso, retira-se um pequeno pedaço do couro cabeludo da paciente e separa-se fio por fio para implantá-los na área genital. O procedimento requer anestesia local e dura cerca de três horas. Após dois ou três meses, os pelos começam a nascer, mas é preciso apará-los sempre, já que costumam crescer mais que os pubianos.

Peeling: a técnica é usada para combater o escurecimento da virilha, seja pela depilação crônica com cera, seja pela queda hormonal após os 50 anos. Os peelings são diluídos, portanto mais suaves, e a aplicação local é feita no consultório médico. O produto é retirado após alguns minutos, e a paciente pode voltar às atividades normais em seguida. A descamação ocorre por volta do terceiro dia, o que possibilita o surgimento de uma pele renovada e mais clara.

Bye Bye, Tristeza

O que não falta na seção de auto-ajuda das livrarias são títulos sobre como superar o fim de um relacionamento. Afinal, o mundo é um casa-e-separa non-stop, e uma mãozinha nessas horas sempre é bem-vinda. Mas alguns livros, com dicas práticas e espertas, bem que poderiam estar  ou estão  na seção de humor. Como assim? Você  aí, se debulhando em lágrimas, e a gente falando em fazer graça da sua desgraça? Calma. O fato é que uma separação, dependendo do ângulo que você olha a coisa, pode tornar a vida bem mais divertida. Ainda mais se o caso já estava mais do que terminado e ruim pra chuchu, como costumam ser os derradeiros meses.
Para ajudar nesse período de reabilitação, Comentandoagora fez uma pesquisa, conversou com consultores escolados no assunto e preparou um roteiro com  alguns passos rumo à cura da dor-decotovelo. Qualquer semelhança com os passos dos Alcoólicos Anônimos é mera coincidência. Então, largue essa caixa de bombons, pare um pouco de ouvir o CD da Maria Bethânia e veja como sair dessa para uma melhor.

1. Atenção: Acabou!

Depois da desagradável conversa solene, o primeiro impulso é achar que aquilo não vai ser definitivo. Mesmo que você já tenha se livrado das tralhas do ex e o ingrato esteja em outra casa, com namorada e cachorro novos, nosso cérebro tende a se recusar a acreditar que tudo terminou. Foi pensando nisso que o roteirista de Sex and the City, Greg Behrendt, e a mulher dele, Amira, escreveram o livro Quando Termina É Porque Acabou ¿ Juntando os Caquinhos e Dando a Volta por Cima (Rocco). Eles sustentam a teoria de que, se um dos dois chega ao ponto de pedir a separação, as chances de um segundo round bem-sucedido são (quase) nulas. ¿Acabou por algum motivo e, mesmo que você esteja na fase de negação, bem lá no fundo já deve saber qual foi esse motivo. O seu relacionamento, apesar de promissor, deixou de ser a coisa certa para um de vocês, ou para os dois. Acabou, de fato, escreve Greg. Agüente firme e vá para a próxima etapa.

2. Espalhe a notícia

Uma forma prática de se convencer de que os seus votos de amor eterno foram para o brejo é contar para todo mundo que se separou. Isso inclui amigos em comum, família, vizinhos, atendente da padaria, dono da banca de jornal, carteiro e quem mais estiver dando sopa. Quanto mais você se ouvir dizendo que está solteira, que não estava dando mais certo, que está se sentido aliviada, mais rápido vai botar o salto alto e sair do desespero. ¿É engraçado, mas na fase de pós-separação você acaba se tornando o centro das atenções. Todo mundo a-do-ra uma fofoca e quer descobrir por que o seu casamento terminou. Não falta gente interessada em sua história. No fim do dia, eu ficava até com dor de garganta de tanto contar o meu drama, conta a artista plástica Luisa Leite, 34 anos, separada há um ano.

3. Você pode tudo

Oba, começou a parte boa! Basicamente, o jogo é fazer com calma tudo o que o seu ex achava chato e entediante. Mude todos os móveis da sala de lugar, pendure os badulaques fofos que ele tanto odiava, convide as amigas para passar a tarde inteira na sua casa, vá ao cabeleireiro sem hora para voltar, enfim, faça todas essas delícias que não costumam ser possíveis quando se divide a vida com alguém do sexo masculino. Stella Florence, autora de O Diabo Que Te Carregue! (Rocco), livro baseado nas suas experiências pessoais pós-separação, dá algumas boas idéias para a fase do faça-o-que-bem-entender. Passar mais de dez minutos procurando filmes na locadora sem que ninguém fique emburrado e praguejando: você pode. Parar num shopping de descontos e fuçar algumas estantes: você pode. Decidir, subitamente, almoçar frango de padaria sem ter que ouvir seu ex dizer que não está afim de comer aquela coisa engordurada: você pode¿, ensina. Liberdade, liberdade, abra as asas sobre nós!

4. Decrete a abstinência de reencontros

É aquela arapuca: o namoro/casamento acaba, mas o ex-casal, por hábito ou teimosia, insiste em continuar mantendo uma relação  péssima, claro. Um dos melhores conselhos do livro Quando Termina É Porque Acabou diz para você ficar 60 dias sem falar com seu ex. Segundo os autores, esse é o período de distância emocional necessário para a recuperação completa. O argumento é imbatível: Você não voltaria todos os dias para um emprego do qual tivesse sido demitida só para se sentir incompetente, voltaria? Perguntam eles. E nessa fase, querida, vale todo tipo de egoísmo. O que você, afi nal, tem a ver com o fato de ele querer continuar sendo amigo? Ele que arrume outras amizades em salas de bate-papo, em balcões de bar ou lá no inferno.

5. Convoque as bad girls

Sabe a sua turma de faculdade de que seu ex não gostava? E aquelas amigas de balada que ele nunca engoliu? Pois agora é a hora de reativar a agenda ou fuçar no Orkut para achar esse povo. O terapeuta de casais e sexólogo Amaury Mendes Jr. garante que essa é uma boa forma de dar a volta por cima. Ligue para as amigas que ele achava que eram má influência para você, saia com elas, procure dicas de lugares divertidos, forme novos grupos, recomenda. Só não é muito aconselhável seguir a cartilha da Britney Spears e ser flagrada por aí com o figurino incompleto!

6. Não desperdice energia

Certo, todo mundo sabe que sentir raiva é ruim. Mas, neste momento tão peculiar da sua vida, ela tem sua utilidade. Joga para a frente, sabe como? Pode reparar: toda vez que você se encontra com o dito-cujo (ainda mais se ele estiver acompanhado), sente uma força esquisita, uma energia que nem sabia que tinha. É o seu corpo sentindo raiva e dizendo que você precisa agir. Então, em vez de jogar aquele vaso de design assinado na parede, aproveite para cair na malhação. Quando ele sai, você corre para a esteira. Caminha 50 minutos na velocidade 4.7,
nunca dantes alcançada. Depois, faz exercícios com pesos para braços e glúteos, escreve Stella Florence em O Diabo Que Te Carregue. E ainda sobra pique para dar uma geral na cozinha e varrer a sala, garante ela.

Ciumenta sequestra marido para salvar casamento

Quer salvar seu casamento? Jantares românticos e presentes, por exemplo, estão entre as artimanhas mais eficientes. Mas, certamente, sequestrar seu parceiro não está nessa lista.

Na Áustria, uma mulher ciumenta resolveu que trancar o marido em casa seria um bom jeito de evitar que ele a trocasse por outra.

Segundo o site app.com, depois de encontrar informações suspeitas no celular do marido, ela teve medo de que ele estivesse tendo um caso e resolveu mantê-lo preso; assim ele não poderia encontrar a suposta amante.

É claro que o plano não funcionou, e assim que o marido conseguiu escapar, ele foi à polícia. O homem contou aos oficiais que chegou a apanhar da mulher algumas vezes, e que ela costumava dizer que “alguém iria morrer” se ele pedisse o divorcio.

Obviamente, a mulher, de 32 anos, não conseguiu salvar o casamento e está presa.

O pior é que o marido contou que não pretendia deixá-la.

‘Rainha do silicone mamário’ vai repor as próteses

Foto

Depois de diagnosticar uma infecção bacteriana e também em parte do tecido mamário, Sheyla Hershey, a recordista mundial em tamanho das mamas, retirou 7 litros de silocone dos seios, mas já agendou para dezembro uma nova cirurgia de reparação do implante, que deve voltar ao conteúdo anterior, mantendo o título da loira. Segundo nota publicada no jornal carioca “Meia Hora”, a recuperação de Sheyla pode levar três meses.

Em entrevista para a publicação, a assessora da recordista, Deanna Siamang, disse que sua cliente está empenhada no preparo de um livro: “Neste momento, ela está empenhada usando o seu tempo livre com a escritora Sharon Smith, que está trabalhando com ela em sua biografia. A confecção do livro está ajudando muito na recuperação, pois ela pode expresser tudo o que está sentindo”, contou Deanna.

Acusada de ser transexual, candidata é eliminada no Miss Itália

Reprodução

Uma polêmica esquentou o morno concurso Miss Itália 2010. Na noite do último domingo (12), uma das canditadas foi eliminada após boatos de que era transexual.

Os rumores sobre a sexualidade da miss tomaram conta da mídia italiana na última semana. A identidade sexual da participante teria sido questionada, dentre outras razões, por ela ser considerada alta demais para “uma mulher”, medindo 1,84 m. Ainda de acordo com a imprensa local, ela teria passado por uma cirurgia para mudar de sexo.

Durante a eliminação, Alessia Mancini, miss Lazio, foi questionada pelos organizadores se gostaria de falar sobre o assunto. Sem conseguir responder, ela caiu em lágrimas.

No momento da emoção, Patrizia Mirigliani, uma das responsáveis pelo evento, leu um pronunciamento dizendo que o concurso protegia a privacidade de todas as suas candidatas. Um dos jurados ainda elogiou Alessia, dando uma nota alta para ela, mas que não foi suficiente para classificá-la.

A final do concurso Miss Itália acontece nesta segunda-feira (13).

Parada LGBT chama atenção para as eleições de outubro

Foto

A 14° Parada do Orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) encheu as ruas do Centro de Goiânia neste domingo (05). Com o lema “Nosso Voto, Nossa Força – Por um Brasil sem Homofobia”, a manifestação quis chamar a atenção do segmento para as eleições de outubro. Segundo a coordenadora do Fórum de Transexuais de Goiás e organizadora da mobilização, Beth Fernandes, a parada ganha cada vez mais adesão da população, tanto de homossexuais, quanto das famílias e dos amigos que apóiam a luta contra a discriminação.

Para Beth, a parada serve para buscar o reconhecimento da sociedade. “As pessoas precisam saber que essa população existe. A gente tem que criar melhores condições de acesso à educação, saúde e segurança pública para essas pessoas. O que queremos é que essas pessoas sejam incluídas socialmente e que tenham cidadania”, disse em entrevista à CBN Goiânia.

O Ministério da Saúde e a Secretaria Municipal distribuíram 50 mil camisinhas durante a manifestação.

Galvão Bueno: sexo aos 60 anos ‘é um espetáculo’

Foto

Em entrevista à coluna de Mônica Bergamo, do jornal “Folha de S.Paulo”, Galvão Bueno falou que o sexo aos 60 anos “é um espetáculo”. O locutor também rasgou elogios à mulher, Desirée

“Ela é uma mulher e uma mãe espetacular. Me devolveu a vaidade, a vontade de viver mais, de ser mais jovem. Ela é 18 anos mais nova. E um amigo me disse: ‘Galvão, a gente tem a idade da mulher que ama’. É que coisa bonita! Há dez anos fiz plástica, na pálpebra. Acho até que tá na hora de dar um tapinha aqui [no pescoço]. O papinho tá feio, tá caído aqui, ó!”.

Galvão, 62 anos, mora em Mônaco com Desirée e os dois filhos. “Foi um presente que me dei. Quanto Ayrton Senna morava lá, eu falava: ‘Um dia eu vou ser gente pra morar aqui’. É uma coisa de realização, de você fazer aquilo que projetou há 25 anos. Lá, em duas horas estou em qualquer país para narrar um jogo. Facilitou a vida. Meus filhos estudam em escola internacional. Aqui [no Brasil] sou aconselhado a ter segurança, carro blindado. Lá não tem nada disso. A Desirée põe a mesa do jantar, os meninos tiram”.

O que é AIDS ?

A aids é a sigla em inglês da síndrome da imunodeficiência adquirida. É causada pelo HIV, vírus que ataca as células de defesa do nosso corpo. Com o sistema imunológico comprometido, o organismo fica mais vulnerável a diversas doenças, um simples resfriado ou infecções mais graves como tuberculose e câncer. O próprio tratamento dessas doenças, chamadas oportunistas, fica prejudicado.

Mas, atenção! A aids é o estágio mais avançado da infecção pelo HIV. Uma pessoa pode passar muitos anos com o vírus sem apresentar sintoma algum. A duração desse período depende da saúde e dos cuidados do soropositivo com o corpo e alimentação.

Quanta mais cedo a infecção for descoberta, melhor. Portanto, faça o teste sempre que se expor ao HIV.

Há alguns anos, receber o diagnóstico de aids era quase uma sentença de morte. Atualmente, porém, a aids pode ser considerada uma doença de perfil crônico. Isto significa que é uma doença que não tem cura, mas tem tratamento e uma pessoa infectada pelo HIV pode viver com o vírus por um longo período, sem apresentar nenhum sintoma ou sinal.

Isso tem sido possível graças aos avanços tecnológicos e às pesquisas, que propiciam o desenvolvimento de medicamentos cada vez mais eficazes. Deve-se, também, à experiência obtida ao longo dos anos por profissionais de saúde. Todos estes fatores possibilitam aos portadores do vírus ter uma sobrevida cada vez maior e de melhor qualidade.

→Sintomas

A aids não se manifesta da mesma forma em todas as pessoas. Mas os sintomas iniciais geralmente são semelhantes e comuns a outras doenças. Os mais frequentes são gripe persistente, perda de peso, diminuição da força física, febre intermitente (a pessoa fica febril e melhora, e febril novamente com muita frequência), dores musculares, suores noturnos, diarreia.

Como muitas pessoas passam anos sem apresentar sintoma algum, faça o teste sempre que passar por uma situação de risco. O indicado é esperar, pelo menos, um mês após essa possível exposição ao vírus. Esse é o tempo que o organismo leva para produzir anticorpos suficientes que possam ser detectados nos testes de laboratório.

 

♦Tudo Sobre a Puberdade

É na puberdade o período em que acontecem várias mudanças biológicas e fisiológicas. Neste período o corpo do garoto e da garota desenvolve-se fisicamente e mentalmente tornando-se maduro e o adolescente fica capacitado para praticar o ato sexual e assim poder gerar filhos. Essa etapa da vida não deve ser confundida como sinônimo da adolescência, visto que a puberdade faz parte da adolescência. Nesta fase, são observadas mudanças tais como: crescimento de pêlos pubianos, crescimento dos testículos e aparecimento das mamas.

O início da fase da puberdade é variável de pessoa para pessoa. Geralmente para o sexo feminino é entre os 9 e os 13 anos de idade e para o sexo masculino entre 10 e 14 anos de idade. Este processo pode ser observado nos diferentes setores dos organismos, alguns mais evidentes do que em outros, como o aumento do peso e da altura e à maturação sexual. No período da puberdade, o hormônio hipotálamo ordena ao outro hormônio, a hipófise, o aumento de gonadotropinas que são liberados durante o sono, que ao se desencadearem, realizam a produção dos hormônios sexuais.

Os hormônios sexuais se diferem para os homens e as mulheres, mas não são totalmente exclusivos de cada sexo, nos homens, os testículos secretam entre outros hormônios a testosterona e nas mulheres o ovário fabrica o estrógeno. As gônadas e as supra-renais de ambos os sexos produzem o estrógeno e testosterona, mas é variável a quantidade. As características biológicas são universais e ocorrem de forma semelhante em todos os seres humanos. A puberdade também mexe com o emocional dos adolescentes e também em seu comportamento, principalmente em seu desejo sexual.

Puberdade precoce

É quando as características pertencentes às meninas ocorrem antes dos 8 anos de idade e nos meninos antes dos 9 anos. [2]

Puberdade atrasada

Em algumas meninas a partir dos 13 anos de idade e em meninos a partir dos 14 anos de idade, ocorrem à ausência de qualquer característica de desenvolvimento físico ou sexual, neste caso é considerada a puberdade atrasada. Alguns especialistas aconselham a procura de um profissional adequado para acompanhar os casos de puberdade.

Período de Puberdade Masculina

A puberdade nos meninos começa por volta dos 11 ou 12 anos e é caracterizado por um período de intensas mudanças, como o crescimento dos pêlos e pênis e o aumento de tamanho dos testículos. Nesta fase ocorre a primeira ejaculação, sendo que esta pode ocorrer durante o sono ou até mesmo resultante da masturbação, acontecem também a ereção espontânea, sem que o pênis seja estimulado ou mesmo tocado.

As principais características das mudanças são:

– surgimento de pêlos nos púbis, nas axilas e no peito; – aumento dos testículos e do pênis; – crescimento da barba; – voz grossa; – ombros mais largos; – aumento da massa muscular; – início da produção de espermatozóides; – aumento do peso e da estatura.

Período de Puberdade Feminina

A puberdade nas meninas começa por volta dos 9 ou 10 anos e é caracterizado pela primeira menstruação e o desenvolvimento dos órgãos genitais e da mamas. A primeira menstruação ocorre por volta dos 12 anos, ou antes, pois dependem de fatores genéticos, raciais, nutricionais e outros.

As principais características são:

– alargamento dos ossos da bacia; – início do ciclo menstrual; – surgimento de pêlos nos púbis e nas axilas; – depósito de gordura nas nádegas, nos quadris e nas coxas; – desenvolvimento das mamas.

Maturação Sexual

A maturação sexual abrange o desenvolvimento das gônadas, órgãos de reprodução e caracteres sexuais secundários. Existe uma ampla variação normal da idade de início e da velocidade de progressão da maturação sexual dentro de uma população. Na maioria das vezes os estágios de maturação sexual ocorrem numa seqüência constante.

No sexo masculino os sinais de maturação sexual costumam ocorrer na seguinte seqüência: aumento dos testículos e da bolsa escrotal (média aos nove e dez anos de idade), crescimento de pelos pubianos (em torno de 11, 13 anos de idade), pelos axilares, pelos sobre o lábio superior, na face e em outras partes do corpo, mudanças da laringe e da voz e crescimento do pênis. A mudança na voz ocorre em média entre 11 a 15 anos de idade.

__________________________________________________________________________________________________________

♦Tire suas Duvidas sobre masturbação

Se masturbar significa proporcionar prazer ao corpo, em especial aos genitais, através do toque das mãos. A masturbação pode ser considerada uma das práticas sexuais mais comuns e esperada, em toda a sexualidade humana. Mas afinal, masturbação causa espinhas no rosto? Faz crescer pêlos nas mãos? Aumenta o tamanho do pênis? Faz mal à saúde se fizer em excesso? Masturbação vicia? Mulher não pode se masturbar? É coisa só de adolescente? É pecado?? Pode causar pedras nos mamilos? Apenas virgens sentem prazer na masturbação?

Causa espinhas no rosto?

Pode ter certeza que não! Isso tudo é conversa fiada! Essa história de causar espinhas é pura lenda. Também já ouvi dizer que masturbação pode gerar loucura e cegueira…nada disso! Pelo contrário, inclusive: a masturbação libera endorfina e provoca sensação de bem-estar pro organismo.

Faz crescer pêlos nas mãos?

Saiba que esse é um mito bem parecido com o primeiro e, com certeza, não condiz com a verdade. A masturbação em nada tem a ver com crescer pêlos nas mãos ou em qualquer outro lugar. Afirmações como esta já fazem parte do folclore que envolve o assunto.

Aumenta o tamanho do pênis?

Bem que seria bom ne? Mas infelizmente para os meninos, essa é mais uma mentira. O tamanho do pênis é uma determinação genética e não sofre influência da masturbação. Não importa o quanto você se masturbe, o pênis não vai aumentar ou diminuir.

Faz mal à saúde se fizer em excesso?

Não. Na verdade, a masturbação é uma atividade sexual igual à transa e as conseqüências para o organismo são bem parecidas. Portanto, não existem malefícios para o corpo. Por outro lado, quando a pessoa deixa de fazer outras coisas apenas para se masturbar, aí a questão começa a ficar complicada.

Masturbação vicia?

Outra lenda. O que pode acontecer é que a pessoa cria um desejo compulsivo e, muitas vezes, deixa de fazer coisas importantes e abre mão de compromissos para ficar se masturbando. Aí, nesses casos, a pessoa precisa procurar ajuda. Mesmo assim, não chega a ser vício. É apenas sinal que a pessoa não consegue lidar direito com algo e passa a canalizar na masturbação. È como fuga. Funciona como busca de uma nova forma de prazer pra não lidar com algo que incomoda.

Mulher não pode se masturbar?

Claro que pode! A sociedade, ao longo da história, criou uma série de inibições para proibir a masturbação, tanto masculina quanto feminina. Houve uma época em que os meninos dormiam com anel de alfinete no pênis para não poder tocá-lo. Isso prova que o sexo foi e ainda é um grande tabu. As meninas tinham sempre que demonstrar inocência e não podiam ter vontade sexual. Depois de um tempo, isso melhorou um pouco e a masturbação passou a ser admitida nos homens, mas a mulher ainda sofre um pouco de preconceito. O que é preciso entender é que o desejo sexual existe tanto no homem quanto na mulher e que ambos têm vontade de se descobrir.

É coisa só de adolescente?

De jeito nenhum. Tanto adolescentes quanto adultos podem e devem se masturbar. O caso é que o adolescente tem maior curiosidade e o sexo, muitas vezes, ainda é uma novidade pra ele. Por este motivo, a masturbação nos jovens é um ato mais freqüente. Outra razão que leva os adolescentes a se masturbar é que, em geral, eles ainda não se têm um parceiro sexual definido e, toda vez que tiver vontade, eles têm que se resolver sozinho.

É pecado??

Achar que masturbação não é pecado é um mito até difícil de lidar. O ato de masturbar-se é considerado um pecado, sim. A Igreja Católica não aceita nenhum tipo de relação sexual que não seja para fins de reprodução e, como já foi dito, a masturbação não deixa de ser um ato sexual.

Pode causar pedras nos mamilos?

Essa é uma dúvida não muito freqüente, mas caracteriza outro mito importante. Existem homens que desenvolvem ginecomastia, que é uma doença de desenvolvimento acentuado das mamas e, muitas vezes, acham que é pela masturbação. Mas não existe essa relação. A ginecomastia tem origem em uma disfunção hormonal e também pode ser causada pelo excesso de gordura de mama.

Apenas virgens sentem prazer na masturbação?

De forma nenhuma. Muitos casais com anos de relação ainda sentem prazer com a masturbação e com outras formas de preliminares também. Quem ainda não iniciou a vida sexual com um parceiro só tem a masturbação como fonte de prazer, mas isso não quer dizer que apenas eles chegam ao êxtase com a masturbação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s